Roteiro

 

Património Arquitectónico

Da Vila de Tortosendo

 

Intervencionado Através

Do Programa Lerader II

 

Uma das preocupações da Junta de Freguesia de Tortosendo era a deficiente iluminação verificada por toda a Vila. A beleza do nosso patromónio arquitetónico, durante a noite não era visível, tanto que quem nos visitava comentava que á noite o Tortosendo era mais cinzento do que o granito que o marca. Hoje, quem mesmo ao largo passa, não lhe passa despercebido a torre da Igreja e a Capela de Nossa Senhora dos Remédios.

     

Igreja Matriz

Rua D.Maria Rosália Tavares Proença

Também conhecida por Igreja Nova, foi construida após 1750. Teve contudo várias obras de restauração sendo a primeira em 1891, como se pode ler no arco interios da Capela-Mor e a segunda em 1950. Os altares e o púlpito são de estilo D.João V, ricamente adornados por talha dourada. Destacam-se ainda os painéis de azulejos executados pela fábrica de Faianças e azulejos Sant´Ana, aplicados quando o segundo restauro.

       

Capela de Nossa Senhora dos Remédios

Esta capela é o centro de uma das maiores devoções dos tortosendenses. Há quem diga que já foi convento-Convento de Santo António. Atribui-se a sua construção(embora sem grandes certezas) ao Padre Manuel Miguens do Rio, no ano de 1676. A festa em honra de Nossa Senhora dos Remédios, realiza-se no fim de semana anterior à Quinta-feira da Ascenção.

           

Capela de Nossa Senhora do Rosário

Largo Srª do Rosário

A sua construção é dos finais do século XVII. Destaca-se o estilo barroco do seu altar-mor, bastante danificado pelas invasões francesas. Possui ainda colunas de fuste aspiralado ao estilo pseudo-salomonico, cobertas de parras e cachos com aves. Tem a capela dois pequenos altares com retábulo onde se podem ver as imagens dos corações de Jesus e Maria, entre as quais a imagem de Santa Apolónia que transitou daCapela de Nossa Senhora dos Prazeres quando da sua demolição.

       

Capela de São João

Rua de São João

Situada na rua de S.João, esta Capela unida á casa que pretenceu à familia Afonso, foi mandada construir pelo Povo nas princípios do Século XVIII. No seu interior há um pequeno, mas precioso altar, onde se encontra em lugar de destaque a imagem de São João Baptista. Em 24 de Junho, celebra-se neste templo o Santo Sacrifício.

          Capela de São José Operário  Bairro do Cabeço A Construção desta Capela foi na data de 1973, é dedicada a São José Operário.Na frontaria, sob um alpendre, há um grande azulejo representando a Casa de Nazaré. A pedra para o salão veio das ruinas da Capela de Nossa Senhora da Assunção e Boa Morte.Esta Capela foi inaugurada pelo Senhor Bispo de Guarda em 01/05/1973.         Capela do Calvário  Largo do Calvário Esta capela é do século XVII e outrora era dedicada ao mártir São Sebastião, imagem que ainda hoje lá se mantém. É desta capela, também chamada de Santo Cristo, que sai a procissão do Enterro do Senhor e é lá que termina a Procissão dos Passos.A Imagem do Senhor Crucificado, escultura primorosa com quase dois metros domina as atenções de quem entra no templo.        

Capela de Santa Margarida

Casal da serra

A capela de Santa Margarida é muito simples sem qualquer motivo histórico a chamar a sua atenção. É lembrada no "Dicionário Geográfico de Portugal" do ano de 1758. O argo desta capela é Santa Margarida , mártir que nasceu em Antioquia no século III. Situada no Bairro do Casal da Serra, é ali que as pessoas deste bairro às cerimónias religiosas.               Fonte da Senhora do Rosário Largo Senhora do Rosário Este chafariz estava no quintal da casa de D.Maria da Piedade Pignatelli. A sua construção perde-se no tempo.Da sua bica jorra abundante e lípida água que mata a sede aos transeuntes, principalmente aos que afluem ao mercado semanal dos sábados.        

Fonte da Cale

Rua da Fonte da Cale Foi sem dúvida este chafariz que deu o nome á rua. A sua construção é do ano de 1795.A água chegava á bica através de um cale- rego ou encaixe formando pelo ajustamento de duas ou mais peças compridas de madeira para condução de água.